Futebol

Sandro Hiroshi recebe medalha de mérito Ayrton Senna em sessão solene

A Câmara Municipal de Americana realizou na terça-feira (5) sessão solene de entrega de medalha de mérito “Ayrton Senna” a Sandro Hiroshi, pelos relevantes resultados obtidos no âmbito do esporte no município. A homenagem foi motivada por projeto de decreto legislativo de autoria do vereador Juninho Dias (PMDB).

Participaram da solenidade os vereadores Juninho Dias, Rafael Macris (PSDB), Thiago Brochi (PSDB) e Welington Rezende (PRP), o secretário municipal de Esportes, Osvaldo Klein Neto, além de convidados, amigos e familiares do homenageado.

Durante o uso da palavra, o vereador Juninho Dias enalteceu a carreira de Hiroshi no futebol e o trabalho desenvolvido pelo Rio Branco Esporte Clube. “O Sandro é uma pessoa que, além de fazer história no esporte, é um ser humano de caráter. Esta é uma homenagem simples perante a tudo o que você já conquistou. E hoje, como diretor das categorias de base do Rio Branco, você vem dando oportunidade e tirando várias crianças da rua. Meus parabéns e obrigado por tudo o que fez pelo esporte em nossa cidade”, discursou.

Hiroshi utilizou a palavra para agradecer a medalha recebida. “Americana me acolheu e serei sempre grato por tudo que conquistei aqui. Espero poder retribuir ao Rio Branco até o fim da minha vida”, falou o homenageado.

Sandro Hiroshi Parreão Oi

Sandro Hiroshi Parreão Oi nasceu em 19 de Novembro de 1979, na cidade de Araguaína – Tocantins. Chegou a Americana em 1994. Iniciou profissionalmente no futebol em 1998, aos dezoito anos de idade, quando foi revelado através das categorias de base do Rio Branco Esporte Clube. Antes disso, em 1997, fez parte da seleção brasileira sub-17 que conquistou o Campeonato Sul-Americano da categoria.

Em 1999, Sandro foi a revelação do campeonato paulista pelo Rio Branco. Chamou a atenção de grandes clubes do Brasil e acabou contratado pelo São Paulo, para substituir Dodô, que havia acabado de deixar o clube.

No Tricolor, convenceu com seu futebol emplacando gols e fazendo boas jogadas. Conquistou o Campeonato Paulista de 2000, o Torneio Rio-São Paulo de 2001 e o Supercampeonato Paulista de 2002.

Após essa etapa, atuou pelo Flamengo e pelo Figueirense, conquistando o Campeonato Catarinense de 2003. Em seguida, Sandro seguiu para os Emirádos Árabes, no Al-Wahda. Após uma passagem pelo Guarani, foi para Coréia do Sul e representou dois times, o Daegu e o Chunnam Dragons, onde conquistou a Copa da Coreia do Sul em 2006 e 2007.

Atuou ainda pelo América de Natal, voltou à Coreia do Sul e passou por outros clubes brasileiros, antes de encerrarm sua carreira de jogador no Rio Branco, em 2013. Atualmente, o ex-atacante é o gerente de futebol do Rio Branco e investidor das categorias de base do time americanense, e também do profissional. Além do futebol, Sandro também é competidor do esporte tiro ao prato, tendo sido campeão brasileiro da Classe C.

Texto e foto crédito: Coordenadoria de Comunicação | Câmara Municipal de Americana

Click to comment

Responder

Your email address will not be published. Required fields are marked *

To Top